terça-feira, 19 de junho de 2007

Viagem

A melhor coisa para se fazer depois de uma viagem é chegar ao aconchego do seu lar o tomar um belo de um banho! Aquele banho de cinco horas e meia sem ninguém ficar gritando “Anda logo! Ainda tem seis meninas pra tomar banho!”. Ou até mesmo sem se confundir e pegar o sabonete alheio por engano, afinal de contas sabonete de hotel é tudo igual: branquinhos, quadradinhos e ruinzinhos. Aí você fica gritando igual uma louca lá do chuveiro “Qual é o meu sabonete?”, mais é totalmente em vão, porque ninguém te escuta, pois no quarto sem umas dez meninas usando todos os secadores possíveis ao mesmo tempo e se desesperando por não ter roupa. Falando em roupa, este é o maior problema feminino em viagens. Na maioria das vezes fazemos as malas (e eu disse malaS, porque só uma mala não cabe todos os apetrechos femininos) na última hora e sempre esquecemos algo. Você escolhe aquela calça com aquela blusa com aquele sapato (e nisso já se passaram umas 2 horas) e na hora dos acessórios você percebe que esqueceu o pingente de coração rosa com detalhes amarelos que iria combinar perfeitamente com a sua meia e que nem vai aparecer. E agora o que fazer?
Você sai correndo pelo quarto, desesperada, pedindo pelo amor de São Judas Tadeu que suas amigas tenham um pingente parecido com esse que você esqueceu, mas é claro que ninguém tem. Hora de partir para o segundo plano. Você sai correndo pelo hotel batendo em todas as portas, inclusive no quarto daquela menina que é sua caloura mais até essa viagem você não fazia nem idéia da existência dessa pessoa e pede de joelhos se alguém do quarto tem um pingente parecido com o que você procura. Até para os meninos você pergunta por que a esperança é a última que morre, mas ninguém tem. Nesse meio tempo a sua maquiagem (que você levou três horas e meia para fazer) já está derretendo e seu pé doendo, pois o seu sapato é novo porque comprou especialmente para a viagem e não deu tempo de usá-lo para “lacear”.
Sem obter sucesso em sua busca você volta para o quarto já meio cansada e desanimada. O bom é que esse desanimo é momentâneo porque suas amigas já te animam novamente.
Finalmente (depois de umas cinco horas), chega a hora de sair. Aquela alegria e animação diferentes que normalmente você não sente quando sai na sua cidade. Tudo é tão novo e bonito! Até aquela música que você odeia fica mais legal.
Viajar é muito bom, ainda mais quando você ganha no par ou ímpar e fica com a cama de casal!





Lizzie Renata Campos Jorge 19/06/07

3 comentários:

faH disse...

HSUIHDUISADHAIU
bem nessa
calouras q nunca tinhamos visto na vida :x
SAUDHSAUIDHSIUDHIS

mary_sintome (mariana Vargas) disse...

bem vinda ao lar!

espero que a o papo nervoso tenha se tornado bem pacifico ao final...
abraços!!

Leandro disse...

Sem comentarios sobre essa viagem q te deixou longe de mim 1 semana!!
huashusahuashuashasuhsa

=**